CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA

CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA
CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA - SEDE

06/02/2010

TEREMOS UM CORPO REAL NO CÉU?

Quando Jesus apareceu aos Seus discípulos em Seu corpo ressuscitado e glorificado, como Ele descreveu esse corpo?

"Vejam as minhas mãos e os meus pés.
Sou eu mesmo!
Toquem-me e vejam; um espírito não tem carne nem ossos, como vocês estão vendo que eu tenho".
Lucas 24: 39
Jesus tinha um corpo real; Ele convidou Tomé a tocá-lo (João 20:27).
Nessa ocasião, Jesus entrou numa casa real, conversou com pessoas reais e até comeu comida real.
(Lucas 24:43).
O Céu não é habitado por fantasmas, mas por pessoas reais que usufruem a vida espiritual, e que têm "um corpo glorificado".
"A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.
Pelo poder que o capacita a colocar todas as coisas debaixo do seu domínio, ele transformará os nossos corpos humilhados, tornando-os semelhantes ao seu corpo glorioso".
Filipenses 3:20, 21
Podemos ter certeza de que nosso corpo celestial será tão sólido e real quanto o corpo ressurrecto de Cristo.

Reconheceremos nossos familiares e amigos no céu?

"Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face.
Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido".
I Coríntios 13:12
No céu, seremos "plenamente conhecidos".
Nos entenderemos e nos apreciaremos muito mais profundamente do que jamais aconteceu aqui em nosso mundo atual.
Os discípulos de Jesus O reconheceram em Seu corpo celestial, aparentemente em virtude de Seus aspectos familiares (Lucas 24:36-43).
Maria O conheceu no túmulo por causa do som familiar da Sua voz quando Ele a chamou pelo nome (João 20:14-16).
Os dois discípulos em Emaús O identificaram por causa dos gestos familiares.
Quando eles perceberam a maneira pela qual seu convidado abençoava a comida, eles O reconheceram como sendo Jesus
(Lucas 24:13-35).
Os redimidos certamente experimentarão a alegria de encontros "face a face" no céu. Imagine a alegria em reconhecer o jeito especial de sorrir de seu cônjuge, ou um chamado familiar de uma criança que você foi obrigado a enterrar há muito tempo, ou perceber os gestos característicos de um amigo amado.
Teremos uma eternidade para aprofundar os laços mais preciosos que nos unem, e a desenvolver amizades íntimas com as personalidades mais fascinantes do universo.

Nenhum comentário: