CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA

CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA
CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA - SEDE

21 de set de 2009

Deus Continuou a Chamar e Usar Mulheres no Novo Testamento

Claramente o Novo Testamento revela que a chamada contínua de Deus e uso de mulheres estavam dentro dos parâmetros revelados pela profecia do Antigo Testamento (Joel 2:28-29).

No primeiro sermão cristão registrado no Dia de Pentecostes, Pedro proclamou a continuação da realização da profecia de Joel. (Atos 2:17-18).


Para realizar seus propósitos, Deus usaria TODOS os crentes. Como o Novo Israel, "não há homem nem mulher porque todos vós sois um em Cristo Jesus" (Galatas 3:28), e como beneficiários da salvação (Atos 2:21), ambos homens e mulheres eram identificados como aqueles sobre os quais o Espírito iria derramar o dom da profecia:

Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: 'E ACONTECERÁ NOS ÚLTIMOS DIAS, DIZ O SENHOR, QUE DERRAMAREI DO MEU ESPÍRITO SOBRE TODA A CARNE;

OS VOSSOS FILHOS E AS VOSSAS FILHAS PROFETIZARÃO, OS VOSSOS MENCEBOS TERÃO VISÕES, OS VOSSOS ANCIÃOS TERÃO SONHOS;

E SOBRE OS MEUS SERVOS E SOBRE AS MINHAS SERVAS DERRAMAREI DO MEU ESPÍRITO NAQUELES DIAS, E ELES PROFETIZARÃO'. (Atos 2:16-18).

Biblicamente isto está de acordo com a ação divina de chamar mulheres inspiradas tão bem como homens para responsabilidades ministeriais específicas durante a época do Antigo Testamento.

Miriã, Débora, e Hulda cada uma era chamada "profetisa": "um sobre o qual o Espírito de Deus tinha descido, ... o instrumento de transmitir ao israelense o conhecimento da vontade divina".


Os papeis destas mulheres variavam, Miriã, irmã de Moisés e Arão, participava duma equipe de liderança conjunta (Miquéias 6:4). Ela agiu como líder do culto das mulheres depois da experiência de atravessar o Mar Vermelho (Êxodo 15:20).

Débora, também líder de uma equipe, foi a esposa inspirada por Deus de Lapidote, ambos líder espiritual e civil para toda Israel, poderosamente usada como profetisa e juíza para trazer vitória para o seu povo (Juízes 4:4ss) - homens, mulheres, e crianças.

A profecia de Débora que o Senhor venderia a Sísera à mão de uma mulher foi cumprida através de Jael, mulher de Heber (Juízes 4:9,21; 5:24-27).

Sem dúvida a missão mais notável de uma profetisa no Antigo Testamento é aquela da Hulda, esposa de Salum, como registrada em 2 Reis 22:14ss. Embora Jeremias e Sofonias fossem profetas na época de Josias, é fato que eles não estavam escolhidos para autenticar o Livro da Lei achado quando o templo estava sendo reparado durante o seu reino.

Ao pedido do Rei Josias o sumo sacerdote Hilquias, o escrivão Safã e outros foram diretamente ao endereço de Hulda em Jerusalém, dado como a Segunda Parte (também 2 Crônicas 34:22), para consultar o Senhor a respeito do que estava escrito no livro que tinha sido achado. Esta profetisa teve as credenciais corretas.

Ela estava disposta a ser usada como instrumento de Deus para instruir o que "o Senhor, o Deus de Israel" teve a dizer para seu povo. Hulda identificou as Escrituras inspiradas.

O que é que foi o resultado do ministério da Hulda? O Rei Josias renovou o pacto com o Senhor. Ele realizou uma reforma. Ele baseou suas ações tão somente no testemunho da profetisa que, na realidade, esta foi a Palavra de Deus.

Estes exemplos do Antigo Testamento, segundo Atos 2:16-18, são esclarecedores da participação contínua de mulheres em viver pela fé na igreja cristã, em qualquer época ou lugar.

Mulheres chamadas por Deus eram usadas para autenticar Jesus como o Cristo, tão bem como a sua ressurreição. Elas se tornaram proclamadoras ativas e ceifeiras.

Enquanto na terra, Jesus as deu esta missão, não deixando nenhuma dúvida quanto ao lugar da mulher na sua igreja, Jesus incluiu as mulheres crentes como líderes fidedignos na proclamação do Evangelho.

Deus aprovou seu Filho (Lucas 9:35) e seu ministério. Igualmente, Deus mesmo mandou anjos para fazer mulheres testemunhos competentes (Mateus 28:4-7; Marcos 16:5-7; Lucas 24:4-8).

Notavelmente a teologia paulina afirma de novo a mensagem pentecostal de Pedro.

Mulheres "pela fé em Cristo Jesus", "um em Cristo Jesus" com todos os crentes (Gálatas 3:26-20) são chamadas ao ministério de orar e profetizar, um dom outorgado especificamente às mulheres como aos homens (1 Coríntios 11:5,41).



Autoridades que Deus constituiu sobre nós.

Em todo o tempo vemos Ester obedecendo ao
seu primo, seu tutor, Mordecai.
Ele a aconselhou que não revelasse a sua
procedência, a sua linhagem, somente na hora
certa ela o fez.

Temos que ser sábios e
cautelosos ao falarmos de nós mesmos e dos
planos que Deus revela para as nossas vidas
porque, muitas vezes, quando o fazemos
precipitadamente, como José o fez,
despertamos a fúria do diabo que utiliza
p e s s o a s
i n v e j o s a s
c i u m e n t a s

preconceituosas que se aliam aos infernos
para atrapalhar, bloquear os planos de Deus.

Claro que os propósitos Dele não podem ser
frustrados, mas podem ser retardados, pela
nossa falta de sabedoria, o que resulta em
adiamento da nossa benção


adiamento da nossa benção.
Ester também não era apressada.
Ela teve que ficar um ano, em um “spa” da época, se
embelezando, se tratando, para ser conduzida
à presença do rei. Imaginem!

Temos
dificuldades para viver o tempo de espera,
vivemos numa geração em que todos sofrem
de “imediatismo”.

O tempo é curto,

a vida e as pessoas vivem em ritmo acelerado e por isto
deixam de perceber a beleza do caminho,

muitas vezes, não atentam para as pessoas
que as cercam, se distanciam, envolvidas em
seus afazeres, deixando de acompanhar o
desenvolvimento dos filhos, deixando de

“curtir” a família, os amigos, e, ao fim da
corrida,

sentem-se solitárias e frustradas,
ao reconhecer que não valeu a pena a correria
porque deixou escapar o que de mais lindo e
valoroso a vida lhes reservou.


Ester nos ensina que enquanto esperamos o
tempo de Deus, devemos cultivar o
relacionamento com Ele e com as pessoas


Ela
era gentil, simpática com todos e por isso, a
Bíblia, nos afirma:

“Ester alcançou favor de
todos quantos a viam”.

Deus derramava graça
em seu coração para que ela não ficasse
amargurada, triste, nem arrogante, porém bela,
simples e agradável a ponto de conquistar o rei,
conforme está escrito:

“O rei amou Ester mais do
que todas as mulheres, e ela alcançou perante
ele favor e benevolência mais do que todas as
virgens;


o rei pôs-lhe na cabeça a coroa real e a
fez rainha em lugar de Vasti ( Et. 2:17)


Saibam, minhas irmãs, somos cooperadoras
de Deus para que se cumpram todas as suas
promessas e propósitos em nós. Viva, cada
dia,
com simplicidade,
paz e alegria

porque já está determinado que somos mais do que
vitoriosas em Cristo Jesus.

Nenhum comentário: