CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA

CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA
CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA - SEDE

9 de ago de 2010

Benignidade é amor refinado.

Na realidade, ele se revela em nossa maneira de tratar os filhos, as pessoas mais velhas, aquelas menos afortunadas e até
os animais.
Ser bondosa nas pequenas coisas tem sido uma forma de comportamento quase esquecida.
É dizer "Muito obrigada pela boa ceia", e "Com licença, por favor", quando deixamos a mesa.
É agir com respeito, ser ponderada, graciosa e atenciosa.
A mulher amável é cheia de graça e cortesia.

Efésios 4:32 nos ensina como ser amáveis:

"Antes sede uns para com os outros benignos,
compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.
" Bom seria que aprendêssemos a citar este versículo em nossa família desde a infância.
Na realidade, a vida agitada de hoje tende a tornar até mesmo alguns cristãos irritados.
Vivemos sempre com pressa.
Somos impacientes com as pessoas, descorteses e ríspidas.
Não é fácil, nos dias de hoje, conservar-nos amáveis.
Porém, devemos aprender a ser benignas pela graça de Deus.
Estamos estudando o fruto do Espírito.
E ele deseja que cultivemos a benignidade no jardim de nossa vida.

"O tempo cura todas as feridas."

Em 1 Tessalonicenses 2:7 lemos:

"Fomos brandos entre vós, como a mãe que acaricia seus próprios filhos.
" Ah, o toque suave da mão sobre a testa febril! as noites passadas ao lado do filho
enfermo a benignidade de espírito, esse fruto do Espírito refrigera os outros.
Insegurança
Fala-se muito hoje de rivalidade entre irmãos.
Creio que essa rivalidade reflete a atitude dos pais.
A verdade é que devemos preparar a criança para receber o novo irmãozinho.
Não podemos deixar lugar para o ciúme.
Devemos envolver o nosso filho nos preparativos, fazendo-o saber que estamos esperando o "nosso" bebê.
Lembram-se de Miriã ajudando a preparar o cestinho para Moisés?
Esta tarefa tornou-a responsável pela proteção do irmão, e incutiu nela a atitude gentil.
A criança que belisca ou morde o novo bebê revela insegurança.
Mas podemos ajudá-la com a nossa benignidade.
No livro de Bill Sands, My Shadow Run Fast (Minha Sombra Corria Rápido), ele fala de
como a mãe o espancava com uma vara cheia de espinhos.
O sadismo da mãe criou tal rebelião no coração do filho, que ele resolveu tornar-se criminoso, embora seu pai fosse o
respeitável juiz da cidade.
Ele relata a longa estrada que percorreu até a delinqüência, estrada que começou com a falta de benignidade no lar.
Creio que num lar a afeição deve expressar-se abertamente.
Este é o plano de Deus.
Os filhos crescerão afetivos se houver atitude afetiva franca e salutar em casa.
Às vezes a nossa própria natureza obstinada nos leva a ser amargas, rudes, ásperas e insensíveis; mas a semente da
benignidade só pode germinar no solo fértil da bondade.
A Palavra nos Ensina

A. Davi Tinha Natureza Benigna 1. 2 Samuel 18:5
— "Tratai brandamente, por amor de mim, ao jovem Absalão."
2. 2 Samuel 22:36 — "A tua brandura me engrandece.
" Davi era homem segundo o próprio coração de Deus, conquanto fosse guerreiro.

B. O servo do Senhor Deve ser Benigno 1. Isaías 40:10,11
— "O Senhor Deus virá com poder . . . Nos seus braços recolherá os cordeirinhos."

2. Isaías 42:1-3
— "A cana ferida não quebrará."

3. 2 Timóteo 2:24
— "E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser brando
para com todos, apto para ensinar, paciente."

4. Tito 3:2
— "Que a ninguém infamem, . . . mostrando toda a mansidão para com todos os homens."

C. Nosso Adorno como Mulher 1- 1 Pedro 3:4
— "Espírito manso e tranqüilo, que é precioso diante de Deus."

2. Colossenses 3:12,13
— "Revesti-vos. . . de benignidade. .. de mansidão."

D. Benignidade é Sabedoria 1. Tiago 3:17
— "Mas a sabedoria que vem do alto é, primeiramente pura, depois pacífica,moderada, tratável, cheia de misericórdia e de

bons frutos."

2. Colossenses 4:9 — Andar em sabedoria; levar vida benigna.

A seguir listamos as coisas que caracterizam a benignidade,
e as que não a caracterizam:
Não Prefere adorno exterior
um espírito manso, tranqüilo
palavras de sabedoria
fácil de convencer
humilde, manso, apaziguamento
benignidade ,misericórdia,afabilidade
paz,puro,celestial,parcialidade,
bons frutos,corruptível eterno,cheio de boas obras

aspereza
contencioso,
rixento
arrogante
difamante
buscas de vingança
amargura,
inveja,
luta ,
confusão ,terrenal,
Diabólico ,
hipocrisia
sensual

A Natureza do Poder

Em Isaías encontramos dois retratos de Jesus.
Primeiro, vemo-lo como pastor.
Ele recolhe a ovelha ferida.
É amável, cuida dela e a conduz com ternura.
O segundo retrato é'o de servo.
Ele não quebra a cana, nem apaga o pavio que fumega.
Às vezes percebemos nossos jovens vacilando entre fazer a vontade de Deus e rebelar-se,
desobedecer, fazer o que bem entendem, e seguir os passos da multidão.
Mediante a nossa atitude podemos encaminhá-los a quaisquer dessas direções.
Se formos rudes, amargas e criticarmos o povo de Deus, esses jovens certamente tomarão a direção do mundo.
Quando a cana desses jovens estiver já esmagada, que haja dentro em nós sentimento amável e terno.
Que possamos nos colocar ao lado deles, servindo-lhes de apoio, ajudando a consertar e fortalecer essas plantas novas.
Em vez de esmagarmos a vida dos que já estão quebrados, encorajemo-los, levantemo-los e cuidemos para que sigam na direção de Deus.
Use a Tesoura de Ouro para Podar
Por toda a Bíblia, vemos que os instrumentos utilizados por Deus para moldar são sempre de ouro (como no tabernáculo).
É como se o ouro representasse algo do caráter divino.
Quando o pavio fumegava, o sacerdote apanhava a tesoura de ouro, levantava o pavio com pinças também de ouro e
cuidadosamente cortava o carvão, dando-lhe forma perfeita, em vez de extinguir a chama
bruxuleante, fumegante.
Não é intenção de Deus que percamos a nossa personalidade ou individualidade.
Ele nos criou e deseja usar-nos; com todo o cuidado apara as partes queimadas da nossa personalidade.
Desse modo o Senhor nos ensina a sermos delicadas no trato com outras pessoas a sermos
mulheres cheias de graça.
Sejamos cuidadosas quanto à maneira de corrigir os outros.
Observei a Sua Natureza Benigna "Quando cheguei à escola bíblica, ocupei-me em observar as pessoas ao meu redor.
Descobri que algumas eram rudes, iravam-se e bufavam.
Outras eram como a palha que voa ao vento.


Eu necessitava de benignidade, dE maneira tranqüila .
De atitude mansa que foi bálsamo para o meu espírito ferido".
Ninguém vive para si mesmo.
Ninguém morre para si mesmo.
Temos grande esfera de influência.
Quando recebemos atenção assim, somos estimuladas a continuar a ser amáveis.

Benigno Pastor, vem ajudar-nos,
Pois necessitamos de teu cuidado terno.
Doçura em Face da Provação
— Por que vem embriagada à igreja, Ana?
Aprenda a controlar a bebida.
— Oh, não, não estive bebendo.
Minha alma está angustiada.
Estive conversando com Deus
acerca do meu problema.
Eli, o sacerdote, havia sido cruel ao julgar Ana de maneira tão errada.
Todavia, ela se acostumara a ser insultada, ridicularizada e incompreendida.
O seu problema a acompanhava constantemente.
Ela sabia que Elcana, seu marido, a amava; porém eles não tinham filhos.
A sua esterilidade motivava o escárnio de Penina, a segunda mulher de Elcana.
Penina tinha diversos filhos, ao passo que Ana era estéril.
Na casa onde as duas viviam havia muita rivalidade e freqüentes insultos.
Humilhada e com o coração cheio de amargura, Ana foi ao templo pedir um filho a Deus.
E agora era o sacerdote que fazia mau juízo dela.
"Ó Deus, por teu amor, dá-me um filho.
Eu o darei de volta a ti.
Eu o dedicarei a ti."
Então Eli respondeu:
"Aquilo que pediste te será dado.
Vai-te em paz."
A alegria começou a borbulhar no benigno coração de Ana.
Ela lavou o rosto e comeu com grande apetite.
Havia muito tempo não sentia a comida tão saborosa.
O peso do coração foi removido.
Retornou ao lar, e em seguida soube que Deus havia respondido à sua oração.
Ela esperava uni filho.
Conhecemos a história de Samuel, filho de Ana, e de como Deus o chamou durante a noite.
Samuel foi o filho prometido e seu nome significa "Pedido a Deus".
Ana o preparou em casa, aconselhando-o, instruindo-o e guiando-o até o dia em que foi
desmamado.
Ela não se esqueceu da promessa de devolvê-lo a Deus.
Samuel era bem pequeno quando seus pais o deixaram no templo para servir a Eli e ao Senhor.
Posso imaginar a situação de Ana ao voltar para a casa, agora tão silenciosa.
Já não se ouvia o ruído de pezinhos.
Parecia tão vazia!
Mas Ana cantou:
"Meu coração se regozija no Senhor.
" Ela conservou a benignidade, sabendo que Deus a tudo controlava.
Todos os anos Ana fazia uma nova túnica e a levava a Samuel.
E Deus honrou a benignidade de Ana, dando-lhe mais três filhos e duas filhas.
A mãe de Samuel, reconhecendo a importância daqueles primeiros anos no preparo do filho,deve ter-lhe incutido a benignidade.
Se lhe tivesse transmitido amargura contra Penina, Samuel poderia ter-se transformado em um menino revoltado e imprestável para o serviço no templo do Senhor.
Ana, porém, o ensinou corretamente.
Tanta Coisa para Aprender!
Os psicólogos dizem que até ao terceiro ano de vida, a criança aprende metade de tudo
quanto deve aprender.
Parece incrível, mas convém pensar um pouco a esse respeito.
O que sabe o bebê quando nasce?
Sabe chorar, mamar e segurar.
O bebê aprende desde cedo a distinguir a aprovação da reprovação, conhece o calor, o amor
e a alegria.
Também aprende a sentir medo ou ódio.
Graças a Deus pelos lares que não ensinam isso!
O bebê pode distinguir medo na voz de uma pessoa.
Podemos transmitir-lhe confiança pela maneira como lhe falamos.
O bebê aprende a comer com a colher e a conhecer os sabores de diferentes alimentos.
Ele cospe fora o que não gosta.
Aprende a equilibrar-se, a ficar em pé, a andar, a cair, a levantar-se, a focalizar os objetos, a pronunciar sílabas e
palavras, a cantar, a orar e a repetir.

Provérbios 22:6
diz-nos que devemos ensinar o menino no caminho em que ele deve andar,
e quando for velho não se apartará dele.
Ele continuará a andar no caminho certo se for treinado desde tenra idade.
Ana observou esse fundamental preceito bíblico da educação de crianças durante todo o
tempo em que Samuel esteve em sua companhia.

Deuteronômio 6:5-9
diz-nos que devemos em primeiro lugar amar a Deus, de todo o nosso coração, alma e forças; depois, ensinar esses preceitos aos filhos.
Diz mais esse texto bíblico que devemos conversar sobre a Palavra de Deus no lar enquanto andamos, nos deitamos, de manhã e de noite.
Esse ensino deve ser escrito nas paredes da casa a fim de gravar-se na memória dos filhos.
É importante conversarmos com eles acerca do Senhor, lermos juntos a Palavra de Deus, e entregarmos o dia nas poderosas

mãos divinas.
Devemos orar à hora das refeições, e pedir sempre a proteção divina.
Também devemos decorar juntos trechos da Palavra de Deus.
Um método muito eficaz é o uso de jogos bíblicos.
Lembro-me de quando costumávamos viajar muitos quilômetros visitando igrejas.
Durante o trajeto, organizávamos brincadeiras com os nossos três filhos que viajavam no banco traseiro do carro.
Dizíamos:
"Estou pensando em. . .", e eles tinham de descobrir o personagem bíblico, baseados nas respostas que dávamos às perguntas que faziam.
Há muitos passos na educação de uma criança que podem levá-la a ser pessoa completa.
Primeiro temos de falar-lhe, depois ensinar-lhe (e isso significa "servir de exemplo"), e então trabalhar com ela e discipliná-la.
Em nosso estudo sobre o fruto da alegria, mencionamos o giro da roleta da herança genética.
Na fecundação, ocorre a fusão de 46 cromossomos, 23 de cada um dos pais.
Desta nova célula que dá origem a uma pessoa, há 15 milhões de possíveis combinações de características.
Herdamos o nosso temperamento, desenvolvemos o nosso caráter, e refinamos a nossa personalidade, que é a parte de nós que os outros vêem e conhecem.
É importante lembrar que a graça de Deus pode mudar qualquer temperamento, e o andar no
Espírito pode refinar qualquer caráter ou personalidade.
Podemos cultivar em nós o fruto da benignidade à medida que andamos no Espírito.
Jesus amava a João, que, embora fosse um dos "filhos do trovão", tinha natureza afável.
Enquanto Jesus pendia na cruz, lembrou-se de Maria, sua mãe, e pediu a João que a levasse e
cuidasse dela como se fosse ela a própria mãe do discípulo.
Amor Solícito e Terno Deus se importa conosco.

Mateus 6:25 34
diz-nos que Deus cuida dos pardais e sabe quando eles caem.
Do mesmo modo cuida dos lírios e sabe quando eles florescem.
Assim cuida também de nós.
Com ternura.
Ele nos ama somos seus filhos.
Porque Deus nos ama, podemos manifestar
"amor solícito e terno" aos outros.
Benignidade no Casamento Você gosta de ver um casal já de idade avançada de mãos dadas?
Nós também.
Mas você também já viu alguma vez um casal à mesa num restaurante, completamente desinteressados um do
outro?
Talvez ela esteja olhando para fora através da janela, enquanto ele lê o jornal ou passeia os olhos vagamente ao seu redor.

Parece até que se evitam mutuamente, embora estejam juntos.
Como pode a mulher criar e manter a benignidade viva em seu casamento?
Acrescente suas próprias sugestões a esta lista parcial:
Conservando uma linguagem amável Adaptando a maneira de ser aos desejos dele Preparando os alimentos de que ele gosta Tendo

a mesa posta e pronta quando ele chegar Em honra, preferindo-se um ao outro Conservando o seu corpo limpo, e não apenas perfumado Interessando-se pelas coisas de que ele gosta Benignidade para com os Menos Afortunados O que você faz quando vê um cego com a sua bengala esperando a mudança do sinal?
Passa de largo e às pressas?
Ou toma um minuto para gentilmente oferecer-lhe assistência?
Talvez ele não a deseje nem precise dela, mas sua amável atenção abrilhantará o dia dele.
De que modo você reage quando uma pessoa mentalmente deficiente deseja conversar com
você?
Você lhe estende a mão com um cumprimento e a trata com dignidade?
Qual a sua maneira de tratar os vizinhos menos afortunados do que você?
Eles também têm alma, e podem ser levados a Cristo mediante a benignidade e a bondade.


"Bondade" deriva-se da palavra bom.
Significa autêntico, sadio, puro, veraz, reto, casto,prudente, correto e honrável.
Você conhece alguém que seja cheio de bondade?

O versículo 23 do Salmo 37 é muito belo:
"Os passos do homem bom são confirmados pelo
Senhor, e ele se deleita no seu caminho.
" Antes de conhecermos a Cristo não há bondade em nós,mas quando passamos a andar no Espírito, um passo de cada vez, a bondade cresce.
O andar no Espírito livra-nos das nossas fraquezas naturais

Nenhum comentário: