CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA

CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA
CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA - SEDE

25 de jun de 2010

O trabalho missionario

"Não ligarás a boca ao boi que debulha.
E Digno é o obreiro do seu salário."
[1 Timóteo 5:18]

A proibição de atar a boca do boi que trabalha em um moinho é mencionada pela primeira vez em Deuteronômio 25:4 e deixa claro que o animal precisa de sustento para realizar o trabalho pesado, de modo que deve poder comer livremente daquilo que seu trabalho produz.

No Novo Testamento, esse mesmo princípio foi usado pelo apóstolo Paulo para ensinar que um ministro do evangelho tem o direito de esperar receber alguma compensação daqueles que se beneficiam de seu ministério, direta ou indiretamente.
Em toda a Época da Igreja, os pregadores / evangelistas / missionários têm sido sustentados pelas ofertas do povo de Deus.
Mas nestes últimos dias, está ocorrendo algo que é escandaloso e nunca deveria ser tolerado por aqueles que usam o nome de Jesus Cristo.

Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei."
[Isaías 55:10-11

Portanto, se as igrejas ou indivíduos concordam em oferecer suporte a um missionário - possivelmente por que o Espírito Santo os motivou
- isso na realidade é um contrato que, uma vez estabelecido, somente deve ser rompido em circunstâncias graves, tais como:
(1) Pecado grosseiro ou desvio doutrinário por parte do missionário, ou
(2) incapacidade financeira da igreja patrocinadora de manter o suporte.
Quando decisões arbitrárias são feitas de descontinuar o suporte para que "um efeito maior" possa ser obtido por outro missionário "bem-sucedido", grande dano é feito aos homens de Deus e às suas famílias que estão lutando para superar os obstáculos e permanecer fiéis ao seu chamado.
Muitos estão enfrentando problemas físicos sérios e despesas médicas elevadas (eles não têm plano de saúde .
- uma realidade desagradável para a maioria dos missionários), sem contar os gastos diários com combustível e outras despesas associadas com os ministérios itinerantes. Mas, a despeito de todas as dificuldades de partir o coração, eles permanecem fiéis, proclamando o Evangelho para judeus e gentios igualmente.

Você gostaria de ter seu pagamento cancelado sem qualquer notificação prévia, e sem qualquer razão espiritualmente justificável?
Acredito que não!
Muito provavelmente, você se sentiria muito ferido e ofendido
- exatamente como muitos missionários em todo o mundo se sentem hoje.
"Meus irmãos, não convém que isto se faça assim."
[Tiago 3:10]


Lembre-se que o Senhor fez a pergunta retórica:
"Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?"
[Lucas 18:8]
Assim, apenas pelo fato de alguém conseguir encher os bancos da igreja, isso não significa que todas aqueles indivíduos são verdadeiramente convertidos a Jesus Cristo.

Nenhum comentário: