CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA

CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA
CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA - SEDE

23 de mar de 2010

Armas para a guerra


Para vencer os constantes ataques do inimigo invisível, é preciso preparo e entendimento sobre do reino das trevas.
A batalha espiritual para conquistar e consolidar vidas está diante de cada um de nós, tanto daqueles que são mais experientes quanto dos recém chegados.

"Nossa maior arma contra o mal é o nome de Jesus (Mc 16:16-18; Fl 2:9-11)",
"Mas temos percebido que em algumas situações, Deus nos orientará a utilizarmos uma estratégia específica.
A guerra espiritual pode ser vencida com atitudes como perdão, amor e uma vida de oração".

A santidade é outra grande arma.
Quando estamos conectados com Deus, esse elo é uma ameaça suficiente para que o inimigo não permaneça diante de nós e bata em retirada.
O caminho da santidade é longo.
Para mantê-la temos que gastar tempo, aprender a ser discípulo e enfrentar uma constante guerra com o inimigo, que tenta de todas as maneiras nos atingir, seja no trabalho, em casa, na convivência social ou emocional.

"Como filhos de Deus não podemos deixar de lado o que o Senhor tem nos entregado: a unção para vencermos demônios, principados, potestades e soltarmos as vidas que estão ainda nas mãos do inimigo (Mt 18:15-18)", acrescenta.

Max Anders, em seu livro "Guerra Espiritual em 12 Lições", editora Vida, diz que "precisamos entender que o mundo espiritual é tão ou quase mais real para nós que o mundo físico".

Além de ter uma vida reta diante do Senhor, precisamos aprender uns com os outros, estudar e reconhecer as estratégias do inimigo.
Temos visto cristãos fanáticos pelo mundo espiritual.
Enxergam o diabo em tudo, tornaram-se obcecados.
O inimigo também pode utilizar essas estratégias: ou ele tenta fazer com que você não o enxergue em lugar algum, ou tentará fazer com que o veja em todas as partes.

"Nessa guerra, precisamos nos orientar com o nosso general, Cristo.
É preciso ter cuidado com os extremos.
Os líderes têm um papel importante a desempenhar na orientação de suas ovelhas.
Já nos advertiu o grande teólogo inglês Matim Loyd Jones: ‘o diabo é o pai dos extremos'".
Uma excelente e poderosa arma contra o mal está ao seu alcance:
o conhecimento (Palavra), a fé, o amor (vindo de Deus por Seus filhos) e o Espírito Santo (dons).
Todos nós temos o poder para vencer essa guerra a partir da base do trono de Deus
a justiça e a verdade
(Sl 89:14).

Nenhum comentário: