CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA

CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA
CIRCULO DE ORAÇÃO DE SOROCABA - SEDE

2 de mar de 2010

Leitura da Bíblia

A fonte de informações seguras sobre a pessoa de Deus é a Bíblia.
Ela é a carta de Deus aos homens e, no momento em que a estudamos, Ele está falando ao nosso coração.
O estudo da Bíblia precisa ocorrer de duas formas:
Individual
A Bíblia é o único livro do mundo que transforma o caráter do ser humano, a partir de sua leitura (2Timóteo 3:14-17).
Quanto mais íntimo você fica de Deus, mais você tem condições de ser um bom cônjuge, pai, mãe, filho, filha ou irmão.
Não existe bom relacionamento sem convivência.
Portanto, o hábito de leitura da Bíblia precisa fazer parte da sua rotina com Deus. Separe um lugar especial para falar com Deus todas as manhãs: “De manhã ouves, SENHOR, o meu clamor; de manhã te apresento a minha oração e aguardo com esperança” (Salmo 5:3).
Em família
Numa família onde todos têm o hábito de ler a Bíblia, não há nada mais enriquecedor e contagiante do que se reunirem para “colocar o papo em dia”.
Se você reunir a sua família, como um pequeno grupo para, juntos, estudarem a Bíblia, na realidade, vocês estarão se reunindo ao redor do grande Mestre (Mateus 18:20).
Como Ele é o elo que une os relacionamentos, vocês estarão ligando-se um ao coração do outro.
Oração
Esta é a vez de nós falarmos e Deus ouvir.
Orar é abrir o coração a Deus como a um amigo.
Por que deveriam os filhos e filhas de Deus ser tão relutantes em orar, quando a oração é a chave nas mãos da fé para abrir os depósitos do Céu, onde estão armazenados os ilimitados recursos da Onipotência?
Da mesma forma que o estudo da Bíblia, a oração no lar deve acontecer em dois estágios diferentes: individual e coletivamente.
Orem juntos antes de saírem de casa ou de fazerem uma viagem, ao chegarem num destino, quando tiverem que tomar decisões, antes de uma atividade importante, etc. Mas sempre tenha o seu ponto de encontro especial com Deus para a oração particular.
Mais alguns hábitos indispensáveis
Um conselho divino é:
Ame o SENHOR, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças.
Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração.
Ensine-as com persistência a seus filhos.
Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.
Amarre-as como um sinal nos braços e prenda-as na testa.
Escreva-as nos batentes das portas de sua casa e em seus portões (Deuteronômio 6:8-9).
Este texto diz que Deus deve fazer parte de todos os interesses da família.
Isto é andar com Deus (Gênesis 5:22).
Nas refeições – Sempre que for possível, juntem todos os que estiverem presentes para darem início à refeição, por mais simples que ela seja.
Orem juntos agradecendo a Deus pelo “pão nosso de cada dia”, e peçam-Lhe que abençoe o alimento.
Ensine as crianças a, sempre que forem comer algo, dirigir uma pequena prece a Deus.
Antes de dormir – Nunca deixe que seu filho vá para a cama sem falar com Deus.
Ao colocá-lo para dormir, tenha o hábito de contar uma história bíblica para ele. Ore você também antes de dormir.
No entretenimento – Ensine ao seu filho o hábito de sempre assistir a desenhos animados bíblicos, filmes e canais cristãos.
Livros bíblicos próprios para a idade, CDs, rádios e sites cristãos, brinquedos temáticos bíblicos; tudo isso contribui para um crescimento espiritual saudável. Assim, os heróis do mundo de fantasias do seu filho serão os personagens bíblicos. Isto terá uma influência direta em sua vida adulta (Provérbios 22:6).
Diariamente – Façam o culto familiar.
Não deve ser longo.
Cantem uma pequena canção que fale de Deus, leiam um pequeno texto da Bíblia e façam uma oração juntos.
Semanalmente Como ponto alto na agenda da família, tenham o hábito de saírem juntos para adorar o Criador e aprender sobre Ele.
Se você tiver cultivado todos os hábitos anteriores, esse passeio será o máximo para os seus filhos.
Jesus e os apóstolos tinham esse costume semanal (Lucas 4:16; Atos 17:2).
Pense bem: quando o Senhor deu o sábado como um dia santo para a humanidade, ainda não havia pecado, isto é, não havia cansaço (Gênesis 2:1-3).
Portanto, muito mais do que para descansar, o sábado é um dia para a família fortalecer os seus laços de relacionamento entre si, com os amigos e com o Criador (Êxodo 20:8-11; Hebreus 4; Isaías 66:22-23).
Peça sabedoria a Deus para você saber fazer com que os seus queridos sintam a presença de Jesus constantemente ao seu lado.
Coerência na vida prática
Não se deve ter dois jeitos de ser: um dentro e outro fora do lar.
Tem gente que, quando está fora de casa, quer demonstrar que tem virtude e classe, mas, é claro, em casa, não consegue ficar com a máscara.
Não adianta se preocupar somente com os bons modos sociais.
É dentro do lar que os filhos observam os pais.
São modelos que serão seguidos, quer sejam bons ou maus.
O perfil de cristianismo dos filhos é moldado pelas influências do lar.
As crianças precisam ver coerência entre o que os pais pregam e vivem, caso contrário, serão cristãos só de fachada.
É na maneira de tratar o cônjuge, de disciplinar os filhos, e de se relacionar com os vizinhos e com Deus que os pais dão aos filhos um modelo a ser seguido.

Conclusão
O resultado de um lar em que Deus ocupa o primeiro lugar é uma convivência familiar harmônica.
Quando os pais, amigavelmente, dão lições práticas e prazerosas aos filhos, de como seguir a Jesus, reina um clima de amor e compreensão e os filhos se tornam pessoas honradas e cumpridoras dos deveres.
Esta é a base para uma sociedade estável.

Nenhum comentário: